Os Efêmeros Somos Nós


ENCONTROS E DESPEDIDAS

 

_ Enquanto preparavam o caixão eu pintava as unhas dela. Não de vermelho como ela gostava, mas pelo menos estão feitas!

 

_ Parece que ele estava esperando a gente ir visitá-lo pra se despedir desse mundo.

 

_Ele teve um derrame grave né bem, é claro que ele corre risco de vida.. !

_ Médico Idiota.

 

_ Ainda vou fazer aulas de gaita.

_ Eu te amo e estou com saudades.

_ Eu também.

 

_ E isso tudo, essa falta de tato, esse excesso de intensidades acabou de destruir o que continuava sempre sendo meio. Mas hoje, choveu. Dentro e fora de casa, então fechei as janelas e sequei o chão com um pano limpo; agora é só esperar sair o sol.

 

_ Trouxe um creme de erva cidreira pra você passar e deixar o neném mais calmo.

 

_ Desculpa, mas tenho que admitir; nem só de fortalezas e belezas vivo. Parece que envelheci mais que o normal por todos os poros nesses últimos tempos.
Quando olho no espelho, a pele é de 21 anos e a sensação é de uma alma em estado de inércia e silêncio, momentaneamente exaustivos. Da falta de graça, brilho, elasticidade.

 

_ Preciso tirar mais fotos...

 

_ Ando viciada em Cappuccino e Comida Japonesa

 

_ Vem conversar comigo porque daqui também sai bom humor, risadas e levezas..! Já consigo beber cerveja e não passo mal com vinho!

 

_ Muitas coisas vão nascer mais belas a partir de agora nesse instante, e isso não é como promessa de regime na segunda-feira.

 

_ Vontade de conseguir ver e abraçar todo mundo que são os meus pedaços

 

_ A dança será o próximo passo.

 

_ ....

 

_ Que silêncio.

 

_ É, mas ta tudo bem, tudo mais claro agora.

_ Tudo é muito louco.

_ É nada, as coisas são simples!

_ Tudo é ..



Escrito por Jé, me Mime às 20h20
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
Outros sites
  Guilherme
  Fê - Horas de Clarice
Votação
  Dê uma nota para meu blog